Notícias

  • Home
  • Notícias
  • 86% das crianças brasileiras estão conectadas à internet

86% das crianças brasileiras estão conectadas à internet

Dados da pesquisa TIC Kids Online Brasil 2018, divulgada no dia 17 de setembro pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil

23/09/2019 86% das crianças brasileiras estão conectadas à internet

Dados da pesquisa TIC Kids Online Brasil 2018, divulgada no dia 17 de setembro pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, revelaram que 24,3 milhões de jovens entre 9 e 17 anos estão conectadas à internet no país - o que representa 86%. Este dado supera a média da população geral com acesso à rede, que é de 70%.

A pesquisa também mostra que a média de acesso é maior entre os jovens no sul (95%) se comparado com o norte e nordeste (75%). Há uma estimativa de que 3,8 milhões de crianças que fazem parte das classes D e E não tenham se conectado nos últimos três meses. Para o coordenador de projetos de pesquisas do Cetic.br, Fabio Senne, isso mostra que políticas públicas devem ser implantadas com o objetivo de oportunizar o acesso desses jovens.

O principal uso da conexão é para consumir produtos multimídia, como vídeos, programas, filmes e séries. Segundo dados da pesquisa, esta é a atividade preferida de 83% dos jovens entrevistados. Além disso, o principal meio de acesso é o telefone, que corresponde a 93% dos acessos entre os jovens.

Internet na educação

Quando o assunto é educação, 74% das crianças utiliza a conexão para pesquisa de trabalhos escolares. Por outro lado, as escolas não têm explorado tanto esse recurso, visto que apenas 40% dos entrevistados se conecta no ambiente escolar.

Cerca de 22 milhões de jovens brasileiros estão presentes nas redes sociais, o que corresponde a 82%. Se o foco for a faixa-etária, esse dado é ainda maior: 97% dos jovens entre 15 e 17 anos têm perfis online.

Para a coordenadora da pesquisa, Luisa Adib, esses dados expressivos alertam para a necessidade de um cuidado maior com os jovens, que podem ficar expostos a conteúdos inadequados e contato com estranhos. Por isso o acompanhamento dos pais é essencial.