Notícias

  • Home
  • Notícias
  • Vivo admite brecha de segurança; milhões de clientes estariam expostos

Vivo admite brecha de segurança; milhões de clientes estariam expostos

Operadora se recusa a informar número de vítimas. Plataforma Meu Vivo ficou inoperante durante parte do dia.

06/11/2019 Vivo admite brecha de segurança; milhões de clientes estariam expostos

A operadora Vivo admitiu na tarde desta terça-feira (05) uma brecha de segurança que deixou expostos na internet os dados de clientes. O problema afetou a plataforma Meu Vivo, utilizada por consumidores para gerenciar dados de assinatura. O problema foi noticiado pelo portal Olhar Digital, que tomou conhecimento de um método simples para extrair dados como nome completo, endereço, CPF, RG, e-mail, data de nascimento e até o nome da mãe do cliente. A Vivo diz que “neutralizou a vulnerabilidade”.

O Olhar Digital informou que a pane no sistema de segurança da Vivo deixaria expostos os dados de cerca de 24 milhões de consumidores. Em nota, empresa telefônica diz que “o número de clientes possivelmente impactados por esta ação ilícita é consideravelmente menor do que o divulgado por alguns órgãos da imprensa especializada”. No entanto, ela se recusou a informar o número exato de potenciais vítimas.

Ainda de acordo com a publicação, a brecha foi descoberta há duas semanas por pesquisadores de segurança digital. Por sua vez, a Vivo que tomou conhecimento da falha na noite de segunda-feira (04). Desde então, o assunto ganhou repercussão na imprensa especializada. O aplicativo do Meu Vivo ficou inoperante durante parte do dia, provável reflexo dos trabalhos para correção da falha.

A empresa não disponibilizou nenhuma ferramenta para que clientes chequem se seus dados foram liberados na internet sem consentimento.

 

O que diz a Vivo

A Vivo informa que, na noite de ontem, em pouco menos de três horas, a empresa identificou e neutralizou uma vulnerabilidade no acesso ao portal de serviços Meu Vivo, com o objetivo de garantir privacidade e a segurança das informações de seus clientes. A empresa informa ainda que o número de clientes possivelmente impactados por esta ação ilícita é consideravelmente menor do que o divulgado por alguns órgãos da imprensa especializada.

A Vivo lamenta o ocorrido e ressalta que revisa constantemente suas políticas e procedimentos de segurança, na busca permanente pelos mais rígidos controles nos acessos aos dados dos seus clientes e no combate a práticas que possam ameaçar a sua privacidade. A empresa reitera que respeita a privacidade e a transparência na relação com os seus clientes.